Somos Aquilo que Ouvimos? A Influência dos Arquétipos Através da Música

Atualizado: Jan 10




Muita gente não sabe mas a música também é uma manifestação arquetípica. A música é uma ferramenta muito relevante de cura e tem o poder de manipular nossas emoções e sentimentos. Ela exerce, portanto, influência sobre nosso corpo e sobre a nossa mente. Assim como tudo o que existe é energia e informação, com a música não seria diferente. A música carrega MUITA energia e muita informação. Se soubermos utilizá-la da forma correta - além de se divertir, relaxar, cantar, dançar, pular - podemos sim, através dela, curar nossa mente.


E indo além, ao se fazer uma análise do tipo de música que escutamos, podemos entender muito sobre a nossa personalidade. Afinal, a música diz muito sobre nós e nos influencia de uma maneira extremamente profunda.






Neste artigo você verá:


Os 03 elementos musicais básicos;

Os gêneros musicais e suas tribos;

O 4º elemento musical e as mensagens inconscientes;

A ansiedade e a cura através da música.






Os Elementos Musicais


Bom, já que a música é energia e informação, podemos primeiro tentar entender por quais elementos ela é formada, ou seja, quais são as fontes de informação que a música possui para se conectar com a gente e gerar determinado tipo de sensação ou comportamento. A música é composta por 3 elementos:


  • Ritmo;

  • Harmonia;

  • Melodia.


O ritmo é a batida, é o que marca o tempo da música. Na música acústica, o instrumento que dá o ritmo é a bateria ou a percussão. Já na música eletrônica é o beat, a batida (beat em inglês significa batida, pulso). E em nosso corpo nós temos um órgão que é o nosso instrumento de ritmo, o coração. Uma informação muito interessante é que o ritmo da música tem o poder de alterar nossa frequência cardíaca e existem vários estudos que comprovam isso. A frequência rítmica entra em contato com o nosso ouvido, manda uma informação para o nosso cérebro, que praticamente alinha nosso batimento cardíaco com o batimento da música.


Aqui temos um link pro site do IPEM, Instituto de Pesquisas e Estudos Musicais. Lá você poderá conferir um artigo sobre a influência da música na sua frequência cardíaca.


O segundo elemento é a harmonia. A harmonia é a junção de duas ou mais notas tocadas ao mesmo tempo, é o que chamamos de acordes. Seguindo o ritmo, algum instrumento como por exemplo o piano ou o violão, toca uma sequência de acordes, criando a harmonia da música. É através desse recurso que podemos deixar a música mais feliz, triste, criar suspense ou trazer à tona qualquer outro sentimento. O último elemento da música é a melodia. A melodia é o que a gente conhece como a parte cantada da música, é uma sequência de notas tocadas uma após a outra. A voz é só um instrumento melódico, mas outros instrumentos também podem fazer a melodia, como por exemplo o saxofone e a flauta.






Os gêneros musicais e suas tribos



Só com esses 3 elementos, a música já tem o enorme poder de mudar o seu humor, criar sensações no seu corpo, pensamentos, ideias e sentimentos. Além de poder ativar determinados Arquétipos. Se você reparar, cada estilo musical tem uma tribo. Existe a tribo do samba, da música eletrônica, do rock’n roll, do funk, do jazz, do sertanejo. Cada uma dessas tribos é diferente porque cada estilo musical carrega uma energia e uma informação diferente. Consequentemente, cada estilo musical influencia as pessoas de uma maneira única.


E ao mesmo tempo que tem aquela pessoa que pertence a uma única tribo e escuta um único tipo de música, existe também aquela pessoa que é eclética. No dicionário, eclético significa: variados, diversos.


A pessoa eclética é a que ouve diversos tipos de música, e assim, podemos caracterizá-la como uma pessoa mais equilibrada. Ela carrega consigo um pouco da energia e da informação de cada frequência e consegue transitar através de todas. É uma pessoa que carrega diversidade.






O Quarto Elemento Musical


Há um quarto elemento da música, muito importante na influência psíquica: a letra.


A letra é quase que um elemento arquetípico à parte. É uma manifestação textual, linguística, que influencia absurdamente a cabeça da pessoa que a escuta.


Você já parou para avaliar as letras da música que você ouve? São mensagens que estão indo direto pro seu inconsciente. E não importa se a música é em inglês e você não entende.


Mesmo que fosse em árabe. A mensagem está ali e está entrando em contato com o seu inconsciente, ela vai lhe influenciar. Prestar atenção no tipo de música que escutamos e, principalmente, na letra dessa música é muito importante para entendermos mais sobre a nossa própria personalidade e perceber qual tipo de mensagem estamos nos permitindo absorver.


E pra finalizar, gostaria de lhe apresentar a música que me ajudou a curar a ansiedade. É uma música clássica do compositor russo Tchaikovsky, se chama “Valsa das Flores”.


Independente do seu gosto, ou não, para música clássica, se dê a oportunidade de ouvir e diga nos comentários o que acha. Agora vamos falar um pouco sobre ansiedade, afinal, segundo a Organização mundial da saúde, o Brasil é o país que mais sofre com esse distúrbio no mundo.






A Ansiedade e a Música



Fazendo uma breve busca na internet, podemos encontrar a seguinte definição de maneira clara e simples:




“A ansiedade é uma emoção caracterizada por um estado desagradável de agitação interior, muitas vezes acompanhada de comportamento nervoso.”


E é exatamente isso. Se você reparar, quando estamos nos sentindo ansiosos, tendemos a ter uma respiração bem curta e acelerada. Essa respiração é algo quase imperceptível, mas é o ritmo dela que “dita as regras” sobre nosso corpo e nossa mente.


Se formos capazes de perceber esse ritmo respiratório e mudarmos ele para algo mais constante e desacelerado, e nos concentrarmos em manter essa respiração mais longa e calma, a tendência é nos sentirmos mais calmos.


E se você parar pra ouvir a “Valsa das Flores”, ou qualquer outra valsa com esse andamento tranquilo, vai perceber que ela tende a puxar essa respiração mais calma, longa e constante. Desse modo, ao ouvirmos valsas desse tipo, naturalmente nos sentimos em paz e calmos, o que é excelente para pessoas que estão em crises de ansiedade.






Reflexão


A música possui a enorme capacidade de nos influenciar, seja através de seus elementos principais - a batida, a harmonia e a melodia - ou através da mensagem que a sua letra transmite.


Refletir sobre aquilo que você consome auditivamente é extremamente necessário para que você consiga filtrar aquilo que não lhe agrega e reforçar aquilo que você gostaria que fosse abundante em sua vida.


Uma ótima forma de chegar ao equilíbrio e desenvolver a autoconsciência através de produtos audíveis são as meditações guiadas. Já estão disponíveis em nosso perfil do Spotify - Rádio Artétipos - meditações guiadas pela Dra. Mabel C. Dias, e está sendo alimentado semanalmente com novas meditações.


Não deixe de conferir este novo instrumento de centralização interna e conexão com o Todo!

Se deseja receber mais informações sobre esse tema, se inscreva para receber conteúdos em primeira mão.


Se quiser fazer seu Mapa Arquetípico, acesse o link:

Quero meu Mapa Arquetípico



Abraços fraternos,


Lucca Ferronatto.

3,751 visualizações
  • Facebook
  • YouTube
  • Grey Instagram Ícone

© 2019 Artétipos - MABEL C. DIAS CONSULTORIA EPP - Todos os direitos reservados.

| Fale conosco - contato@artetipos.com | Tel: (11) 9.4240-0110