PARTE 2: Você é um Cocriador Consciente da Realidade?



Esse é um assunto de extrema importância para todos os seres humanos: como podemos nos tornar cocriadores conscientes. Isto é, como podemos criar a cada instante uma nova realidade mais favorável para nós e, consequentemente, para o mundo ao nosso entorno.


Muitas pessoas reclamam que as suas vidas são difíceis e elas acabam acumulando uma série de problemas, como por exemplo falta de saúde, falta de dinheiro, relacionamentos tumultuados, problemas no trabalho, conflitos na comunidade a qual pertencem.


Elas acabam entrando em uma espiral negativa que lhes traz, ainda mais, situações complicadas.


Esse artigo é uma continuação do artigo no link abaixo. Se quiser ter todas as informações, de maneira mais completa, é só clicar!


Quero ler o artigo PARTE 1: Você é um Cocriador Consciente da Realidade?





A Ilusão da Separação


A mente humana, em seu estado normal, é fonte de sofrimento, insatisfação e tristeza. O medo é uma força que produz uma distorção nas percepção que temos dos outros e de nós mesmos.


A ilusão da separação está por trás não só dos conflitos armados, das guerras e da violência envolvendo países, religiões e ideologias; ela está também nos desentendimentos dos relacionamentos pessoais, os mais simples.


A ilusão da completa separação governa tudo o que nós pensamos e fazemos, e cria um mundo problemático. Quando uma pessoa resiste ao que Carl Gustav Jung nomeou de Individuação (a integração do ego à Essência, tornando-se o melhor que pode ser) só lhe resta inchar cada vez mais o próprio ego.


Com isso vem os problemas individuais e coletivos. No momento que o indivíduo ignora o Todo que está fora e dentro dele, mais cedo ou mais tarde ele acaba somatizando. Ou seja, ele cria doenças físicas e mentais.


A Iluminação é um processo que não pode ser forçado, A pessoa precisa entrar no processo de maneira consciente, sem opor resistência alguma. Dessa forma, os problemas dela desaparecerão à medida que o tempo for passando.


Esse é o fim do sofrimento. Iluminar-se é simplesmente reconhecer que o Todo está dentro de cada um de nós. Só que a partir desse momento, tudo muda. Quando ego percebe isso, ele sente um perigo mortal para si mesmo, e por isso resiste de todas as formas possíveis.





O Ego e a Reação



Nós criamos a nossa realidade o tempo inteiro através da nossa consciência, isso já foi dito por algumas tradições espirituais e há mais ou menos 100 anos a Mecânica Quântica constatou que a realidade é criada pelo observador, ou seja, pela Consciência.


Então todo problema que existe em nossas vidas foi criado por nós mesmos e isso é um aprendizado extremamente doloroso para o ego, por isso ele resiste. O nosso ego precisa se render ao Todo, mais ou menos dia, não há alternativa para ele.


Quando observamos a ação do ego em nós mesmos, passamos a superá-lo. Quando estamos cientes que estamos pensando, essa Consciência que observa o pensamento não faz parte do próprio pensamento. É uma dimensão diferente da consciência.


Nosso ego e nossa Essência não conseguem coexistir. Toda vez que o ego é reconhecido ele se enfraquece e permite, automaticamente, que a Essência se manifeste. Quase todos nós estamos identificados com esse fluxo incessante de nossa mente, do pensamento compulsivo, repetitivo e na maior parte, sem importância.


Não reagir ao ego das pessoas é uma das maneiras mais eficientes de não só superarmos o nosso ego, mas de também dissolvermos o ego humano coletivo. No entanto, só conseguimos deixar de reagir quando somos capazes de reconhecer o comportamento de alguém como resultado do ego, como expressão de um distúrbio (que é coletivo).


Quando compreendemos que o que as pessoas nos fazem não é nada pessoal, o hábito que temos de reagir ao outro desaparece. Não reagindo ao ego das pessoas nos dá a oportunidade de aflorar nelas a consciência.


A não-reação não é uma fraqueza, mas sim a maior força que podemos ter. É o autodomínio que nos dá o verdadeiro poder. Perdoar a si mesmos e às outras pessoas é ver além do ego, é enxergar a sanidade que há em cada ser humano como a sua verdadeira natureza.





A Essência: o nosso Verdadeiro Ser


A Essência é o nosso aspecto mais amplo, mais sábio. Esse é o nosso verdadeiro ser. Nossa Essência é eterna, silenciosa e está em evolução contínua. Ela funciona através da criatividade ilimitada, pois ela tem conexão direta com o Todo - que é onipotente, onisciente e onipresente.


A Essência é movida pelo amor, por isso ela privilegia a cooperação entre os seres. Quem está orientado pela Essência realmente vive, tem o domínio da sua realidade, tem a real posse de si.


Depois que sentimos o gosto dessa experiência, nosso poder de atingir o estado de presença começa a crescer e o ego vai perdendo o domínio que ele tem sobre nós. Assim, chega à nossa vida um poder que é muito maior do que o ego, maior do que a mente.


Tudo o que nós precisamos para nos livrar do nosso ego é estarmos consciente dele, uma vez que ele e a Consciência são incompatíveis. A Consciência, ou a nossa Essência, é o poder oculto dentro do momento presente e é por isso que também podemos chamá-la de Presença.


O propósito supremo de cada um de nós é trazer esse poder ao mundo. Nossa Iluminação não pode ser transformada em uma meta a ser atingida em algum ponto lá no futuro. Somente a Presença é capaz de nos libertar do ego, pois só podemos estar presentes no agora e não no futuro.


A compreensão da espiritualidade é ver com clareza que o nós percebemos, vivenciamos, pensamos ou sentimos não é, em última análise, quem nós somos. Não podemos nos encontrar em todas essas coisas que são transitórias e se acabam.


É entender que nenhum bem, nenhum lugar, nenhuma pessoa, nenhuma condição é capaz de nos satisfazer integralmente. Não importa o que nós tenhamos, nem o que venhamos a conquistar, nós não seremos necessariamente felizes por isso.


Sempre estaremos procurando alguma coisa além, que nos promete saciar aquele sentimento de carência que trazemos aqui no peito. Por isso a felicidade deve vir antes das suas conquistas, a felicidade que só a aceitação da nossa origem espiritual pode nos dar.


Quando atingimos esse estado, tudo o que precisamos para expressar a liberdade da nossa Essência chega até nós, sem qualquer esforço. Seja qual for a ação que adotemos em um estado de resistência interior, será criada mais resistência exterior e o Universo não estará do nosso lado, a vida não nos beneficiará.


Quando nos submetemos internamente ao Todo, ou seja, no momento em que nos entregamos ao fato de que somos parte desse Todo, aí sim uma nova dimensão da Consciência se abre.


Caso uma ação seja possível ou necessária, essa atitude estará alinhada com o Todo e será apoiada pela Inteligência Criativa - a Consciência incondicional com a qual nos identificamos nesse estado de receptividade interior. As circunstâncias e as pessoas se tornam favoráveis e cooperativas à nós, as sincronicidades começam a acontecer.


Quando nenhuma ação é possível e não há nada a fazer, nós repousamos na paz que acompanha essa entrega ao fluxo da vida e a certeza de que tudo está em ordem. Isso não é bom?!





O Processo Cocriativo



Existem leis universais que regem a criação. A lei da atração nos diz que todo pensamento e sentimento vibra, emitindo um sinal com determinada frequência e atrai de volta um sinal correspondente, de mesma frequência. Coisas com vibrações semelhantes se atraem.


Dessa forma, essa lei nos traz situações, pessoas, coisas e experiências que correspondem a vibração que estamos emitindo habitualmente. A lei da atração diz que você tem a capacidade de criar a realidade em que vive. Como? Através dos seus pensamentos e sentimentos dominantes.


Você cria as suas próprias experiências, portanto você não é vítima de nada, é criador de tudo o que lhe acontece - de bom ou ruim. A Mecânica Quântica descobriu a mesma coisa, o observador consciente (no caso, você) cria a sua própria realidade.


Isso soa mal pra quem se considera uma vítima das situações ou do destino. Mas para temos acesso às mais diversas respostas para as mais variadas perguntas que podem surgir é necessário que saltemos do paradigma.


Para dominar as leis da cocriação é preciso expandir a percepção sobre a realidade. Conhece aquele ditado "peça e será atendido"? Ele tem os seus segredos e os descobriremos agora.


O primeiro segredo: Pedir é sentir.

Quando você deseja criar algo ou alguma experiência, você não precisa pedir com palavras, basta você intencionar. Pensamentos e sentimentos são ondas, e elas vibram em determinadas frequências. Uma intenção forte é aquela em que pensamentos e sentimentos são focados e coerentes.


Mesmo se você desejar que algo não aconteça em sua vida, você está pedindo por isso da mesma forma, você sabia?! Isso porque você inclui em seu campo vibracional tudo aquilo que você dá atenção. Então focar no que você não quer trará aquilo que você não quer.


Pensar repetidamente sobre o que você quer é totalmente desnecessário e contra-produtivo. Não perca o seu tempo, basta sentir que aquilo que você deseja já existe em alguma parte do universo, mesmo que ainda não tenha se manifestado.


A onda que porta a possibilidade do que você quer manifestar já existe no campo quântico. Creia sem nenhuma dúvida ou ansiedade em relação ao tempo que levará para você manifestar isso em sua realidade. Essa certeza é o início da atração.


O segundo segredo: Semelhante atrai semelhante.

A Consciência Una entende apenas a linguagem das vibrações e vai responder aos seus pedidos com vibrações semelhantes, ou seja, de mesma frequência. Basta você não oscilar o seu querer, "quero" ou "não quero".


Depois de determinado tempo, as vibrações logo começam a chegar. Na verdade, a onda se forma instantaneamente em outra dimensão da realidade quando você deseja. O tempo que que leva para você perceber só depende de você.


Não atrapalhe a recepção dessa onda emanando ondas de frequência contrária àquelas que você inicialmente emanou para o Universo. Até que você perceba o seu pedido se manifestando na realidade, você deve se ocupar mantendo o foco no que você quer e sustentando o sentimento de que aquilo já aconteceu.


E, principalmente, sendo grato(a) por isso.


É óbvio, você precisa trabalhar para conseguir as coisas, a ação geralmente é necessária no processo criativo aqui na terceira dimensão. Mas não é qualquer ação, é a ação inspirada. Quando você for agir, siga sempre a inspiração que você recebe do Todo nos momentos que você está alinhado(a) com ele.


Você consegue esse alinhamento através da meditação ou pela prática da atenção ao agora, viver no presente.


O terceiro segredo: Permita receber o que você pediu.

Existe um fluxo de bem-estar e abundância no Universo, você pode permitir esse fluxo ou resistir a ele. O sentimento é o segredo que permite você receber aquilo que você pediu. Quando o sentimento é muito intenso, seja positivo ou negativo, a sua intenção e capacidade de manifestação são muito grandes.


Quando os sentimentos que predominam em você são positivos, você está permitindo a realização daquilo que você quer, que a sua Essência quer. Quando eles são negativos, você está rejeitando aquilo que você quer pela falta de alinhamento vibracional com a sua Essência.


Sua Essência - não se esqueça - é alegre, abundante e amorosa. Você deve vencer a resistência que o ego impõe pouco a pouco, deixando a sua Essência (que vibra muito mais próxima da Consciência Una) atuar para que você possa receber o que você deseja. Está nas suas mãos.


Na prática, perceba a todo instante como você está se sentindo. Esta é a melhor forma de saber se você está permitindo ou não que seu desejo se manifeste. Quanto melhor você se sente, mais você está permitindo a conexão e a realização do seu desejo.





A Manifestação de seu Desejo


Muitas vezes você não manifesta o que você quer porque você está fixado em um padrão de vibração incoerente com o seu desejo. Essa fixação se dá pelo hábito mental de reclamar, condenar, culpar, de sentir medo.


A única coisa que precisa ser feita é você, lenta e gradualmente, abandonar os pensamentos e sentimentos negativos que você se habituou a cultivar. Os sentimentos podem ser: raiva, frustração, intolerância, culpa, fofoca, dentre outros.


Isso inclui a atenção que você dá as notícias ruins nas mídias. Se você ainda não tem um equilíbrio, autodomínio suficiente para não se deixar afetar negativamente por essas notícias, é melhor evitá-las.


Preste atenção aos seus sentimentos e escolha intencionalmente pensamentos que o/a façam se sentir bem a respeito de tudo. Quando não se sentir bem, busque imediatamente qualquer coisa lhe cause bem estar. Cerque-se de coisas lhe façam bem, sejam elas pessoas, animais, a natureza, música, livros, filmes...


No começo, isso lhe ajudará muito pois aumenta a sua vibração. Conforme você aprende a se manter alinhado(a) com o Todo, você precisará menos desses recursos, e o mais importante, o seu alinhamento lhe trará não o que o seu ego quer, mas tudo aquilo que a sua Essência precisa e pode obter.


Aceite esse fato e relaxe. Quem domina o processo de cocriação atinge patamares superiores de realização aqui na matéria, quem se ilumina alcança a auto-realização, a felicidade e a plenitude.





Escala da Criação da Realidade e seus 3 Estados Possíveis


O estado de Vítima

As maioria das pessoas se encaixam nele. Elas não se sente responsáveis pelas coisas que acontecem em suas vidas, elas se sentem injustiçadas e vítimas da situação, dos pais, cônjuge, do governo, do clima, das doenças, do chefe, das crises econômicas e assim por diante.


Aqui reside a falta do poder pessoal, o sentimento que predomina é a impotência e a derrota, podendo levar as pessoas à crises constantes de raiva e, até mesmo, à depressão.


O estado de Criador

Uma pequena parcela da população já se encaixa aqui. As pessoas percebem que de nada são vítimas e que pode criar a própria realidade. Aqui elas já resgataram um pouco de seu poder pessoal, porém como ainda tentam criar com o seu ego, nem sempre conseguem o que quer.


Nesse estado, as pessoas oscilam entre a euforia (quando consegue o que quer) e a frustração (quando não consegue).


O estado de Cocriador Consciente

Aqui se encontra uma parcela ainda menor da população. As pessoas aqui já sentem que elas criam uma realidade extraordinária quando estão em conexão com a infinita criatividade do campo de Consciência do qual elas fazem parte.


E no momento em que se rendem totalmente ao fluxo do Todo, passam a criar tudo o que é pedido por sua Essência sem o mínimo esforço. Os sentimentos nesse estado é de alegria e contentamento constante.





Reflexão



Em que estado você se encontra agora? Reflita sobre isso.


Busque a cada dia se torna um(a) cocriador(a) mais deliberado(a) da sua própria realidade e você verá como a vida, aos poucos, se transformará para melhor. E o seu exemplo ajudará a transformar outras vidas.


Como disse Gandhi, "seja a mudança que você quer ver no mundo". Toda transformação começa em você.


Espero que você aplique o que aprendeu aqui e que se aprofunde a cada dia nesse extasiante fluxo da vida.


E se deseja receber mais informações sobre esse tema, se inscreva para receber conteúdos em primeira mão.


Abraços fraternos,

Mabel C. Dias

64 visualizações
  • Facebook
  • YouTube
  • Grey Instagram Ícone

© 2019 Artétipos - MABEL C. DIAS CONSULTORIA EPP - Todos os direitos reservados.

| Fale conosco - contato@artetipos.com | Tel: (11) 9.4240-0110