• Facebook
  • YouTube
  • Grey Instagram Ícone

© 2019 Artétipos - MABEL C. DIAS CONSULTORIA EPP - Todos os direitos reservados.

| Fale conosco - contato@artetipos.com | Tel: (11) 9.4240-0110

Parte 2: Quais arquétipos ativar para cumprir suas metas de ano novo?

Atualizado: Jan 10


Muito se fala sobre as metas de ano novo neste período de fim de ano, inclusive listamos em um artigo anterior vinte e dois “porquês” das metas não serem transformadas em realidade por você e a primeira parte de quais arquétipos ativar para mudar isso.


Quero ler o artigo “Parte 1: Quais arquétipos ativar para cumprir suas metas de ano novo?”


Seja qual for o seu objetivo para o ano que está para começar: sair das dívidas, ter um novo relacionamento, emagrecer, fazer exercícios físicos, mudar de profissão, aprender um idioma, iluminação espiritual, enfim, não importa qual o tipo e o tamanho da meta, você pode falhar em muitos pontos e tudo acabar em promessa não cumprida, que fica para o outro ano, quem sabe...


Agora vamos repassar cada um dos erros - agora os onze últimos - e mostrar qual arquétipo deve ser ativado para lhe ajudar a corrigir o engano e porque aquele exato arquétipo deve ser escolhido.


Vamos à segunda parte?





Corrigindo os Erros



Erro número 12: Está faltando coragem em você. Saiba que coragem não é ausência de medo, coragem é fazer apesar do medo. Se você nunca tentar, não saberá como é capaz. O medo pode lhe paralisar e estagnar sua vida, não deixe que ele domine você. As piores decisões são aquelas tomadas quando se está com medo, portanto é preciso aprender a ter autodomínio. O autodomínio é a capacidade de observar seus pensamentos, emoções, crenças e instintos, e não se opor a eles; autodomínio é inteligência emocional. Isso é positivo não apenas para o convívio social, mas também para a sua saúde mental, pois faz de você uma pessoa mais equilibrada.


Qual arquétipo escolher então? O arquétipo da Coragem, porque estimulará em você o autodomínio, a coragem, a força de vontade e a inteligência emocional. De quebra, esse arquétipo aumentará o seu magnetismo pessoal



Erro número 13: Você ainda tem certos preconceitos. Preconceito é definir algo ou alguém sem um fundamento sério ou imparcial, é aquela opinião desfavorável que não se baseia em dados objetivos, mas unicamente em generalizações apressadas. Ele limita demais as nossas vidas, porque deixamos de experimentar algo que poderia nos dar alegria ou fazer crescer. Entenda que o universo é inclusivo, e o que você mais tenta afastar, paradoxalmente, mais se aproxima de sua experiência.


Qual arquétipo escolher para vencer seus preconceito? O arquétipo do Rebelde, porque ele lhe instiga a observar o mundo de uma nova maneira, a mudar de paradigma, e com isso ampliar sua percepção. Dessa nova perspectiva sobre a vida, surgem novas oportunidades de crescimento para você.



Erro número 14: Você não aceita a morte. Tudo nasce, se desenvolve e morre. Entenda aqui morte como transformação, e para haver uma transformação para melhor na sua vida, é preciso morrer para o velho e permitir que o novo surja em seu lugar. Por isso, é fundamental que você deixe para trás aquilo que não lhe serve mais, e se desapegue de crenças, modelos, comportamentos e estilo de vida que se tornaram ultrapassados. Assim como a lagarta tem que “morrer” para se tornar uma borboleta, você deve passar pela metamorfose da morte para dar um salto evolutivo.


Qual arquétipo ativar? O arquétipo do Revolucionário, porque ele representa a revolução, no sentido de uma mudança rápida e radical, que muitas vezes é necessária para você vencer a estagnação em sua vida e voltar a crescer.



Erro número 15: Você é inflexível. Ter jogo de cintura é algo muito importante para se levar a vida. Nem sempre as coisas podem ser do seu jeito e na hora que você quer. Já dizia o filósofo Heráclito que nunca se pisa duas vezes no mesmo rio, pois quando nele se entra novamente, não se encontra as mesmas águas, e o própria pessoa já se modificou. Isto significa que tudo muda e a atitude mais sensata é aceitar isso. Assim você viverá com fluidez pela vida, sem esforço.


Qual arquétipo lhe ajudará a ser mais flexível? O arquétipo do Mediador, porque ele estimula em você a flexibilidade perante os acontecimentos da vida, a capacidade de adaptação e o equilíbrio em qualquer tipo de situação. Esse arquétipo traz paciência e compreensão, que não deve ter pressa para que as coisas aconteçam, o que dá a você grande capacidade para tomar decisões.



Erro número 16: Você está aprisionado pelo prazer momentâneo. O prazer é fundamental como experiência, pois movimenta a energia no corpo, e se for sentido de forma consciente e não como uma fuga da realidade, produz bem estar e mais saúde. O problema é buscar apenas o prazer do momento, sem se preocupar com o que virá depois. Cuidado com a autossabotagem e aprenda a esperar pela gratificação. Sem isso, não é possível fazer planos a médio e longo prazo.


Qual arquétipo escolher neste caso? O arquétipo do Hedonista, que vai lhe lembrar que se você ceder à beleza, ao prazer e ao gosto pela vida, não só se sentirá mais feliz, como terá menos chance de entrar em depressão quando as coisas realmente ficarem difíceis. Além disso, vai estimular você a fazer as pazes com a matéria, e nunca desistir de buscar a felicidade e o prazer.



Erro número 17: Você é muito ansioso. É natural que você sinta uma certa expectativa para realizar um desejo. Mas quando tem ansiedade para que algo aconteça, a ponto de sua felicidade depender daquilo, você acaba atrasando ou até mesmo anulando sua manifestação. Tudo leva o tempo certo para acontecer. O seu ego quer tudo para ontem, e quando isso não acontece, ele se desespera. O grande problema é que desespero, preocupação e medo são energias de polaridade negativa, que acabam afastando o que você deseja.


Qual arquétipo escolher para mudar essa característica? O arquétipo do Desapego, porque ele estimula você a soltar. E o que é soltar? É a decisão de não colocar pressão sobre aquilo que quer manifestar na vida. Quando soltamos o que queremos e deixamos as coisas fluírem, paradoxalmente, elas surgem na realidade material. Por isso o soltar é a atitude mais poderosa que podemos ter.



Erro número 18: Você ainda não se curou, mas quer curar os outros. É muito comum nós queremos mudar algum comportamento nos outros, que ainda não mudamos em nós mesmos. Para mudar algo no exterior é preciso mudar primeiro o interior. É necessário curar nossa alma para ajudar a ativar a capacidade de autocura em outras pessoas e para poder ajudar a restaurar o planeta.


Qual arquétipo ativar, então? O arquétipo do Curador, porque ele estimula você a se curar internamente e ajudar as pessoas a passarem pelas transformações emocionais, mentais e espirituais de que necessitam para se equilibrar e curar.



Erro número 19: Você projeta suas sombras no outro. Muitas vezes você condena o comportamento de uma pessoa e pensa que é por causa de uma determinada característica dela. Só que a causa não é essa e sim o fato dessa pessoa ter uma característica que você também tem, mas omite e não aceita em si mesmo. Você não está consciente desta parte sua porque ela está na sua Sombra, nas profundezas do seu inconsciente. E é essencial que você traga essa sombra para o seu consciente, para ter uma vida mais feliz e autêntica.


Qual arquétipo escolher para mudar isso? O arquétipo do Artista, porque ele estimula você a se abrir para novas ideias, a trazer os conteúdos do seu inconsciente para o consciente através da expressão artística, e trabalhar suas emoções e sentimentos. O Artista nos convida a reconhecer que existe um lado sombrio em nós e nas outras pessoas que precisa ser trazido à luz e transformado.



Erro número 20: Você veicula a sua alegria a algo fora de você. A alegria é um sentimento muito importante para a criação de uma realidade próspera. Quando você depende de algo externo para se alegrar - como, por exemplo, ganhar dinheiro, ser aprovado, conquistar uma pessoa - está assinando um atestado de frustração contínua. A verdadeira alegria é um estado de ser, que não depende de nada fora e sim da forte conexão que você tem com a vida.


Qual arquétipo ativar? O arquétipo do Luminoso, porque ele estimula você a acessar a inteligência cósmica que existe em você, expandir sua consciência e experimentar a verdadeira alegria de viver.



Erro número 21: Você tem medo de ser julgado. Como diz o ditado, “só não erra quem não faz”. De tempos em tempos, é fundamental que você faça uma autoanálise sincera, e identifique o quanto está evoluindo e caminhando sob a luz da consciência, ou quanto está resistindo ao crescimento. Feita a análise, basta corrigir a rota .


Qual arquétipo escolher? O arquétipo da Ressurreição, porque estimula em você a necessidade de constante renovação pessoal para que possa evoluir em consciência. Esse arquétipo lembra que você pode renascer a cada dia para quem realmente é, se tornando uma pessoa cada vez mais autêntica. Isso porque cada ser é único, e uma parte valiosa para o Todo.



Erro número 22: Você não é grato por tudo o que lhe acontece. É mais fácil ser grato pelas coisas que julgamos boas, positivas e isso é o normal. Mas ser grato pelas coisas ditas ruins que nos acontece, é sabedoria. Só quem já transcendeu as polaridades - o jogo de certo e errado, bom e ruim - sabe que tudo o que nos acontece serve para a nossa evolução. Toda experiência tem o potencial de expandir nossa consciência.


Qual o arquétipo escolher para ser mais grato? O arquétipo do Integrado, porque ele estimula em você a viver o caminho do meio, sem extremos, sem polaridades. Ele lembra que na Unidade não existe pobreza e riqueza, masculino e feminino, material e espiritual. Tudo faz parte da totalidade, tudo está incorporado dentro de você, pois o Todo é tudo o que existe e está acima de qualquer dualidade.





Reflexão



Como você pode perceber, todos esses erros listados neste e nos artigos anteriores podem ser corrigidos através da ativação de forças arquetípicas, que já existem em você.


“Como eu faço para ativar esses arquétipos?”, você pode estar se perguntando. O link abaixo de levará até o artigo que dá o passo a passo para a ativação de um arquétipo.


Quero ler o artigo “5 Maneiras para Ativar um Arquétipo”


Mas quero deixar claro que não basta ativar arquétipos, você precisa fazer sua parte, vivenciando as virtudes de cada um intensamente, sem colocar nenhuma resistência a eles, seja consciente ou inconscientemente.


E a melhor maneira de vivenciar um arquétipo e suas virtudes, e saber quais são as suas sombras a fim de combatê-las, é através do Mapa Arquetípico®.


Por meio do Mapa, você terá em suas mãos as informações sobre qual arquétipo lhe rege, quais arquétipos precisam ser ativados, quais as sombras de cada um deles. Fazer bom uso dessas informações cabe a você, assim como estar aberto(a) para se conectar com essas forças e com o Todo.



Se quiser fazer seu Mapa Arquetípico®, acesse o link:

https://www.artetipos.com/garantirmeumapa



E se deseja receber mais informações sobre esse tema, se inscreva para receber conteúdos em primeira mão.


Abraços fraternos,

Mabel C. Dias

123 visualizações