Como sua Visão de Mundo Cria sua Realidade?



Paradigma é uma palavra que deve entrar em seu vocabulário.


Simplificando, paradigma é uma visão de mundo, um modelo criado para se entender uma realidade. Thomas Kuhn nos trouxe essa palavra utilizando o paradigma científico, ou seja, a visão de mundo da ciência.


A visão de mundo da ciência atual influencia e repercute em toda a sua vida. Existem dois aspectos de extrema importância que serão revelados para você neste artigo.


Existe um fato, uma realidade acontecendo. Como você enxergará o que está acontecendo pode ser muito diferente do que você costuma enxergar - isso varia não só o que você enxerga fisicamente com os olhos, mas também o que você percebe a respeito do que enxerga.


O nosso sistema de crença (o responsável por determinar como enxergamos o mundo) é tão forte que muitas vezes você não observa algo porque não espera que ela aconteça. As percepções de uma mesma realidade podem variar.


Existem visões de mundo individuais, através do sistema de crenças de cada indivíduo. E cada um de nós é criado por pessoas que colocaram para nós quando crianças, com o campo totalmente aberto e receptivos a esta nova vida que estávamos entrando, suas visões de mundo - seja pai, mãe, avós, dirigente religioso - as quais absorvemos.





Seu Sistema de Crenças


Nós crescemos, estudamos, lemos livros e absorvemos mais informações que também estão atreladas às crenças de quem registrou tais informações e do sistema de ensino sob o qual estamos.


Ligamos a televisão ou nossos celulares e passamos a ter visões de mundo que não são a realidade. Só existe uma realidade, mas existem interpretações dessa única realidade.


Cada pessoa irá analisar um fato conforme o seu sistema de crenças, algo que está incrustado no mais profundo ser de quem nós somos que nem percebemos a existência. Não há questionamento sobre essas verdade que nos foram passada, temos a impressão que nascemos sabendo tais “verdades”.


Mas não é assim que as coisas funcionam, pelo contrário, é algo transmitido por nossos educadores e cuidadores. Não questionamos pois, no final das contas (por bem ou por mal), aqueles que nos criaram são de confiança. Eles não iriam nos ensinar algo que não é verdade, certo?!


Ficamos com as nossas crenças “congeladas”, que não são revistas e que determinam tudo o que pensamos, sentimos e criamos - pois a nossa realidade não surge do nada, não somos vítimas, nós criamos a nossa própria realidade conforme nossos pensamentos (energias emanadas), nossos sentimentos (também energias emanadas).


Para entender com mais profundidade esse tema, leia o artigo completo sobre PARTE 1: Você é um Cocriador Consciente da Realidade? e PARTE 2: Você é um Cocriador Consciente da Realidade?


Você é um(a) cocriador(a) da sua realidade. A qualidade do que você emana, retorna para você - essa é a Lei do Eletromagnetismo, já que tudo que você emana é um onda com uma certa frequência.


É importante você entender que o seu sistema de crenças individual afeta a sua realidade. E a sua realidade atual é resultado direto de suas crenças, normalmente aquelas que estão mais escondidas dentro de você.





O Paradigma Científico


Existe um sistema de crenças ainda mais amplo: o paradigma científico.


O paradigma científico, como dito anteriormente, é o modelo de realidade que a ciência utiliza para explicar como a realidade, como a natureza funciona. A física (mãe das ciências) diz que tudo é matéria, que tudo é pré-determinado, o Universo é como um grande relógio - cheio de peças que funcionam como engrenagens -, dentre diversos outros aspectos da nossa existência.


Se você observar cuidadosamente, tudo o que você pensa, sente e faz tem o “carimbo” do materialismo, que é o paradigma científico atual.


Segundo esse paradigma, mudanças são difíceis, pois tudo é fixo e determinado. Somos seres sob efeito do que nos é externo.


Toda vez que você se sentiu para baixo ou teve resultados ruins, foi consequência direta desse sistema de crença global ditado pela ciência oficial (o materialismo) - algo que vem acontecendo nos últimos 300/400 anos.


A ciência fincou tanto o seu pé no experimento, naquilo que enxergamos e podemos apalpar e medir que hoje em dia não há o que a faça mudar. Claro, existe um porquê: a ciência como conhecemos surgiu para brigar com a ideia religiosa de que éramos fantoches de Deus.


Portanto, a ciência já nasceu com a ideia de que o homem não é tão inferior como imaginávamos e de que a natureza existe - pode até mesmo ter sido criada por um ser que não entendemos. Ela diz que há um conjunto de leis que regem a natureza, são imutáveis e, dessa forma, já sabemos de tudo.


Por volta de 1900, um dos físicos da época afirmou que a física estava tão adiantada que bastava descobrir mais algumas pequenas coisas para que tudo tivesse sido revelado para o homem.


No mesmo ano, Max Planck inaugurou a era da Mecânica Quântica e veio abaixo tudo aquilo que os antigos físicos tinham como certo. Todas as certezas científicas deveriam ter ruído, mas a resistência humana é tamanha que se nega isso até hoje.


O paradigma materialista diz que eu sou separada de você, afinal de contas eu tenho um corpo diferente do seu, não há nada nos unindo. Então, eu sou uma coisa, você é outra, um animal é outra coisa, uma planta é outra...tudo o que existe é separado e não há relação entre esses corpos, seres e objetos.


Temos uma camada que nos diferencia, nosso limite é visível. Essa ciência nos diz que só podemos dar crédito àquilo que nós vemos, palpamos, sentimos, cheiramos e medimos. Se não for possível “dar check” nessa lista, não existe.


Então, aquilo que a ciência não explica, não existe.


Mas só existe uma realidade e é necessário unificar tudo isso: ciência, religião…


As religiões continuarão a ser dogmáticas enquanto não levarem em consideração o funcionamento do Universo. Você pode observar que certas escolas espiritualistas já iniciaram a investigação em Mecânica Quântica, que é uma ciência - ela explica certos fenômenos ditos paranormais.


Enquanto a ciência não abrir as portas, não deixar para trás o preconceito e se abster de investigar esses fenômenos (sem cientificismo e manipulação), ela chegará em um ponto que não conseguirá ir além.


Existem algumas coisas que são facilmente recebidas através das informações do que chamamos de campo noético - informação noética é aquela que vem em bloco para você, em forma de intuição. Nós temos esse aparato em nós, não temos somente o cérebro matemático e lógico; nós temos o cérebro espacial, criativo.


Se interligarmos os dois cérebros (a parte direita e a parte esquerda) e trabalharmos com ele da maneira correta, teremos uma expansão de consciência muito grande. É isso que a ciência e as religiões devem fazer, procurar unir forças.


O homem já se encontra em um ponto no qual não dá para jogar todas essas informações para “debaixo do tapete”.





Reflexão



Todo indivíduo, não importa onde ele esteja nesse planeta, deveria saber que existe uma ciência que explica muita coisa que era considerada espiritual, mística, oculta - oculta pois ninguém descobriu ainda. Chegaremos lá, mas precisamos utilizar os recursos adequados.


Tudo está debaixo do paradigma científico que estamos utilizando. Até 1900, só havia a física clássica. De 1900 em diante, surge a Mecânica Quântica. Mas ainda existe lentidão, as pessoas possuem grande resistência para entender que existe uma nova visão de mundo, um novo modelo da realidade que nos mostra que estamos unidos por um campo, um tecido que une tudo.


É tudo um contínuo - inclusive o espaço e o tempo (nós que possuímos uma visão fragmentada).


Todos estamos entrelaçados e isso possibilita a nossa comunicação à distância, sem troca de sinais físicos. Por isso, sim, é possível cura à distância, voltar no passado para modificar o que necessita ser alterado, ir ao futuro e fazer o mesmo, dentre diversos outros fenômenos.


O amor é um frequência que une a todos nós. Demos esse nome para a frequência do Universo. Quanto mais perto do amor incondicional você vibrar - o qual não possui barreiras -, você entra em um outro campo, onde é possível a manipulação da realidade.


Em vez de ser vítima do mundo determinista, do paradigma científico, você se transforma em um(a) cocriador(a) da sua realidade. Você se alinha com toda essa força que alguns chamam de Deus, Todo, Cósmico, Fonte...não importa.


Existe um Todo do qual nós fazemos parte.


Quanto mais próximo dele, mais você passa a ter a real noção da tudo ao seu redor, você cria a sua realidade de uma forma diferente.


É para isso que você veio para esse planeta.


Se quiser receber conteúdos de qualidade no conforto de seu celular e se tornar um #artetiposlover, participe de nosso grupo no Telegram. Participe desse grupo exclusivo, completamente gratuito. É só clicar no link abaixo e ficar por dentro de todas as nossas novidades.


Entre no grupo #artetiposlover no telegram: https://t.me/artetiposnews


Se inscreva e receba conteúdos em primeira mão.


Abraços fraternos,

Dra. Mabel Cristina Dias

60 visualizações
  • Facebook
  • YouTube
  • Grey Instagram Ícone

© 2019 Artétipos - MABEL C. DIAS CONSULTORIA EPP - Todos os direitos reservados.

| Fale conosco - contato@artetipos.com | Tel: (11) 9.4240-0110