As 7 Leis Herméticas colocadas em Prática (Parte 1)



As 7 Leis Herméticas são leis que buscam explicar o funcionamento do Universo. Foram criadas por Hermes Trismesgisto - um grande sábio egípcio. Mas mais do que simplesmente falar sobre essas sete leis (que muitos já sabem quais são), mostrarei como aplicar tais leis na prática.


De nada adianta termos o conhecimento sem realmente colocá-lo em prática e viver uma real transformação. Sabedoria é aplicar o conhecimento.


Esse texto é uma continuação do artigo anterior sobre Hermes Trismegisto. Portanto, se você não sabe quem ele foi, ou do que se trata a filosofia hermética, recomendo que leia o artigo anterior no link abaixo.


Quero ler o artigo "Hermes Trismegisto: o Hermetismo, a Alquimia e o Caibalion"


Neste artigo está a primeira parte dessas sete leis tão complexas - mais especificamente as três primeiras. Não deixe de nos acompanhar para ler as últimas quatro!





O Hermetismo


As sete leis fundamentais do Universo e da vida foram criadas por Hermes Trismegisto e escritas há milênios, em um conjunto de textos chamado "Corpus Hermeticum" e em uma tábua de esmeralda.


Mas apesar de tanto tempo ter se passado, apenas cerca de um século atrás tivemos acesso às leis, através de um livro chamado "O Caibalion". Essa obra é super interessante, de autoria desconhecida, e diversos rumores o rondam.


Essa obra é um presente para a humanidade, pois traz consigo leis milenares perceptíveis em nossa vida diária, em nosso cotidiano. Essas leis, quando compreendidas, tornam a nossa vida repleta de significado e cheia de sentido.


Essas leis também nos ajudam a evoluir e parar de cometer sempre os mesmos erros. Não se trata de acreditar em um livro sem autor definido, mas sim de ter encontrado a aplicabilidade para todas essas leis em minha própria vida. Isso é o que realmente importa.


São leis milenares de gigante percepção e sensibilidade, e você verá que muitas delas já foram confirmadas pela ciência e se tornaram leis científicas.


Você pode se perguntar "Mas hermetismo é religião?" e a resposta é não, hermetismo é uma filosofia de vida. E se você segue alguma religião você pode sim aplicar as leis em sua vida, já que não se trata de religião e sim de filosofia.





Afinal, quais são as sete leis?


1 - Mentalismo: "O Todo é uma grande mente; o universo é mental."


Podemos dizer que o Todo é consciência, o Universo é pura consciência e autoconsciente. Essa é a Teoria das Ideias de Platão, a qual diz que para que exista algo manifesto na realidade (algo físico) é preciso que primeiro tenha sido planejado.


Assim como na construção de uma casa, por exemplo, é necessário que exista primeiro um projeto desta casa. Isso serve para qualquer coisa que você queira construir em sua vida. Essa lei aplicada para o Universo quer dizer que, para que possamos existir é preciso que tenha havido a ideia de quem somos.


Essa é a teoria dos arquétipos, antes de algo existir na prática é necessário um modelo, uma ideia organizadora. Sendo o Todo mental, existe uma grande mente por trás da criação, o Universo autoconsciente que tudo criou e organizou.


A complexidade da construção (biológica ou mental) humana e da natureza não é obra do acaso, é preciso uma grande mente. E como conseguimos percebê-la na prática? A Sequência de Fibonacci é um exemplo, conseguimos encontrá-la em todas as manifestações da natureza, uma proporção igual em todas as criações naturais.


E como interpretar essa lei na prática e trazê-la para nossas vidas? Se para que exista qualquer coisa é necessário primeiro uma ideia, todas as ideias que temos possuem um potencial tremendo de se realizarem. Precisamos, então, ter cuidado com os nossos pensamentos, pois tudo aquilo que se passa em nossa mente é passível de se tornar realidade.


Se nutrimos nossa mente com coisas negativas, é isso que encontraremos em nossa vida. Mas caso sejam coisas positivas, é isso que criaremos na prática. Sendo uma parte do grande Todo, você também possui uma grande mente capaz de tornar realidade aquilo que se encontra em sua mente.


O objetivo é criar um ambiente mental positivo, fazendo com que o desenvolvimento seja igualmente positivo. Na prática, teremos os resultados daquilo que estamos planejando, então devemos planejar coisas boas para assim colhermos coisas boas.


É desse princípio que surge a Lei da Atração, de que a nossa mente cria a nossa realidade. A vida dialoga conosco a todo instante, e ela lhe apresentará caminhos para que você alcance seu objetivo. Mas, muitas vezes, o melhor caminho que nos é dado gera resistência, não é o caminho que queremos. Podemos também estar pedindo errado, com uma mentalização errada.


Pedir algo ao Universo ou tentar criar uma realidade a partir de nossa mente é possível, desde que dada as devidas proporções. Não somos o Criador - ou o Divino - somos parte dele. Possuímos o poder de criar a realidade, mas para criá-la precisamos não só mentalizar mas agir também, trabalhar para que aquilo aconteça e aceitar o caminho que a vida está nos dando.




2 - Correspondência: "O que está no alto é como o que está embaixo; e o que está embaixo é como o que está no alto."


O ser humano é um microcosmo inserido em um macrocosmo. "Como posso achar tal correspondência na prática?" você pode estar se perguntando. Observe o Sistema Solar, o Sol - o astro rei no centro - e os planetas orbitando ao seu redor; observe também a estrutura de um átomo, com o elétrons percorrendo essa mesma órbita, sendo quase um sistema solar em miniatura.


O que está em baixo (o micro, no caso o átomo) é como o que está no alto (o macro, no caso o Sistema Solar). Essa correspondência volta a nos fazer pensar de que foi uma grande mente que tudo criou.


São muitos os planos de correspondência. No livro "A Alma de Leonardo da Vince", de Fritjof Capra, são comparadas estruturas venosas e arteriais de nosso corpo com a estrutura dos rios e seus afluentes, e muitas outras comparações observadas por esse grande gênio e artista.


Seguindo essa teoria, nós somos partes de um todo, pedaços do Universo vivendo diversas experiências para que o Todo viva todas elas e cresça em energia e em informação. Por isso que toda experiência é válida e não devemos julgar ninguém por nada. Os animais e as plantas são também parte desse Todo, microcosmos vivendo para compartilhar informação com o Todo.


Como podemos perceber a aplicabilidade dessa segunda lei na prática? Se o micro reflete no macro, as ações diárias pequenas que fizermos refletirão no Todo e na sociedade. Você já ouviu a ideia de que sorrisos são contagiantes? Isso você pode testar agora, na rua ou no trabalho.


Se você agir diferente hoje e contagiar uma pessoa de maneira positiva, vocês se tornarão dois; se cada um contagiar mais outras duas pessoas, serão seis...e assim por diante. Em progressão, em quanto tempo mudaríamos a humanidade? É claro que é complicado, muitas pessoas não estão abertas ou estão vibrando negativamente, mas o amor é contagiante.


Nossas pequenas atitudes tem poder, o poder de mudar o mundo. Leon Tolstói disse: "Se queres ser universal, começa por pintar a tua aldeia." Vamos começar a partir de nós mesmos.




3 - Vibração: "Nada está parado; tudo se movimenta, tudo vibra."


Essa lei nos diz que tudo está em movimento, desde nós até os mais simples objetos ao nosso redor. Existem coisas que vibram mais e existem coisas que vibram menos, mas tudo vibra, nada está parado.


A estrutura atômica dos objetos mostra que existem elétrons em movimento, portanto nada está realmente parado, tudo vibra e se movimenta. Tudo é onda e possui um padrão vibratório. Logo, você possui uma assinatura vibratória, os arquétipos possuem suas assinaturas vibratórias, o Criador possui a sua assinatura vibratória, e assim por diante.


Existem coisas que possuem vibrações mais densas e coisas que possuem vibrações mais sutis. Para ver a aplicabilidade dessa lei na prática, veja a experiência de Massaru Emoto sobre o poder das palavras: qual é padrão vibratório ao pronunciarmos a palavra "amor" ou "ódio"?


O que emitimos resulta em algo; se você está emitindo o ódio ou o medo você está criando doença, porque padrões negativos emitem frequências negativas e de densidade mais baixas. Essa frequências, por sua vez, possuem o poder de alterar tudo aquilo que vibra; e se tudo vibra, tudo pode ser alterado por frequências positivas ou negativas.


A música é um ótimo exemplo, ela possui esse poder de maneira gigantesca. Se quiser saber mais sobre o poder da música, você pode ler este artigo e se inteirar sobre o assunto.


Se tudo é vibração, aquilo que emitimos é de suma importância, assim como aquilo que recebemos. Devemos cuidar tanto da vibração que emitimos quanto da que recebemos. E qual é a aplicabilidade dessa lei na prática?


É necessário começarmos a emitir coisas boas e buscar receber somente coisas boas. Se nos encontramos em um ambiente ruim, onde as pessoas possuem energias ruins, não devemos hesitar ou pensar duas vezes para nos retirar de lá.


Seja isso com os lugares que você frequenta, com as músicas que você ouve, os livros que você lê, com os filmes que você assiste...TUDO é onda, tudo vibra a todo instante.


Se você quer vibrar positivo, você deve estar estar perto e recebendo vibrações positivas, além de não emitir vibrações negativas. Tudo bem não estar bem em todo o tempo, se permita sentir e volte a construir/emitir coisas boas e positivas. Somente o tempo poderá lhe dizer o que você colherá.





Reflexão


Tenha muito cuidado com aquilo que você ouve, com aquilo que você assiste, com aquilo que você lê, pois tudo isso pode estar moldando as suas ideias e a forma como você age no mundo. Muito cuidado com o que você está lendo aqui, pois está sendo passada uma visão de mundo particular.


O que eu acredito pode não funcionar para você. Você pode tirar disso tudo relatado aqui aquilo que lhe agrega, algum aprendizado, alguma crítica. Estou trazendo informações para gerar complexidade, discussão e fagulhas que lhe façam perceber algo.


Não se prenda a visão de mundo de ninguém, à minha ou à que a televisão mostra ou à que seu vizinho diz ter, crie a sua própria visão de mundo. Como? Desenvolvendo a consciência através de observação, não-julgamento e sem culpa.


Todas as 7 Leis Herméticas podem nos ensinar e nos ajudar a viver melhor. Antes de absorvê-las e colocá-las em prática, veja se funcionam para você, se faz sentido e se alinha com aquilo que você acredita.


Desenvolva a sua própria autenticidade. E a melhor maneira de desenvolver isso e se autoconhecer é através do Mapa Arquetípico®. Com este instrumento, você poderá ter conhecimento sobre os aspectos mais profundos do seu ser.


Se quiser fazer seu Mapa Arquetípico®, acesse o link:

https://www.artetipos.com/euqueroomapaarquetipico


E se deseja receber mais informações sobre esse tema, se inscreva para receber conteúdos em primeira mão.


Abraços fraternos,

Lucca Ferronatto

3,230 visualizações
  • Facebook
  • YouTube
  • Grey Instagram Ícone

© 2019 Artétipos - MABEL C. DIAS CONSULTORIA EPP - Todos os direitos reservados.

| Fale conosco - contato@artetipos.com | Tel: (11) 9.4240-0110