22 Erros que impedem suas metas de serem realizadas

Atualizado: Jan 10


Toda virada de ano é a mesma coisa: traçamos metas para o ano que está para começar, seja começar a fazer academia, iniciar mais uma dieta maluca, mudar aquela característica ruim que você sabe que tem, que todos reclamam sobre, ter mais foco nos estudos, não procrastinar mais…


Mas sabemos que muitos desses objetivos não são completados. Passados os primeiros dias - ou as primeiras semanas, sendo bem otimista - a animação já não está mais lá, apesar da vontade de mudar permanecer.


Por que isso acontece com a gente? O que estamos fazendo de errado? Como fazer para nossas metas realmente se tornarem realidade?


Ao andar por aí, já vemos as lojas enfeitadas para o Natal, o que nos lembra do hábito que a maioria das pessoas tem de fazer uma lista com as metas para o ano que entra, as tais “promessas de ano novo”. Até aí, tudo bem. Que jogue a primeira pedra quem nunca fez!


No final do ano, você se contagia pelo clima de festas, presentes, abraços e votos de prosperidade, e é comum que haja um lampejo de esperança de dias melhores, que tudo mude no ano que vem. É um pensamento mágico de que pode passar a régua nos problemas deste ano e começar tudo de novo, com resultados diferentes.


Então, você aposta nas mudanças externas: quer mais dinheiro, menos peso, mais alegria, menos contas para pagar, mais amor e menos medo. Quem sabe tendo tudo isso, não será mais feliz?


Seja qual for sua meta de ano novo: mudar de profissão, emagrecer, fazer exercícios físicos, sair das dívidas, ter um novo relacionamento, iluminação espiritual, enfim, não importa qual o tipo e o tamanho da meta, você pode escorregar em um destes 22 passos e tudo acabar na promessa.


Quem sabe para o outro ano, para o outro e assim você vai se frustrando e desiste dos seus desejos. E, quer saber? Isso é um desperdício, porque cada sonho que você enterra, é um item a menos na lista de experiências que sua alma veio viver aqui nesta dimensão da realidade.


Neste artigo você encontrará as principais razões do porquê suas metas de ano novo fracassaram até hoje e continuarão fracassando, caso você não analise o que aconteceu e saiba quais são os ajustes necessários para virar o jogo.


Por isso, eu trouxe aqui uma lista de 22 enganos que você pode estar cometendo na hora de colocar suas metas em ação. Fique atento e anote aqueles que tem a ver com você.


Vamos lá?





O JOGO DOS 22 ERROS



Erro número 1: Você não acredita em si mesmo. Por exemplo, você quer emagrecer. Já tentou e falhou algumas vezes no passado e, bem lá no fundo, sente que vai falhar de novo. Qual a chance de ter sucesso desta vez? Praticamente zero se você não voltar a confiar em si. Sem confiar, é impossível seguir em frente e realizar qualquer coisa.


Erro número 2: Você está sem iniciativa. Por exemplo, você quer fazer exercício físico para melhorar a saúde e a aparência, mas não dá o primeiro passo que é se matricular na academia. Sem sair da zona de conforto e dar o primeiro passo em direção ao que você quer, fica difícil ter sucesso.


Erro número 3: Você fica no mental, pensa demais e não dá uma brecha para a intuição. Quer um exemplo? Você pode estar insatisfeito com a sua profissão. Então, se coloca a pensar em atividades que deem mais dinheiro, que sejam mais fáceis, que tenham mais prestígio. Se perde no intelecto porque não abre um espaço para sua essência se manifestar através da intuição, lhe mostrando o melhor caminho naquele momento.


Erro número 4: Você não tem amor próprio. Você pode ter colocado como meta ter um novo relacionamento que seja gratificante, maravilhoso e coisas desses tipo. Mas coloca sua felicidade na mão do outro, fica esperando ser amado(a), compreendido(a), atendido(a) em seus desejos. É a receita para o fracasso nas relações. Enquanto você não se der aquilo que precisa, e não se amar profundamente, não encontrará alguém que o(a) respeite e ame na mesma medida.


Erro número 5: Você não tem disciplina. Um caso muito comum é você querer aprender um novo idioma, se matricula em um curso, e vai nas primeiras aulas. Mas começa a faltar, não abre um espaço na sua agenda para estudar e praticar o que aprendeu. Quer resultados sem pagar o preço, sem se comprometer com o sucesso. Sem compromisso, não se consegue as grandes coisas da vida.


Erro número 6: Você não sabe negociar. Você se propôs, por exemplo, a meditar 15 minutos por dia, mas para isso precisa de silêncio em sua casa. De duas uma, ou não avisa os familiares de que precisa silêncio por uns minutos porque está se propondo aquietar a mente, e quer que eles adivinhem ou briga com eles por que não lhe dão o que pediu. Assim, a meta “vai para o espaço”. Podemos negociar tudo nesta vida, mas temos que aprender como fazer, para que todos saiam ganhando.


Erro número 7: Você não quer escolher. Por exemplo, você se propôs a ler mais daqui para frente. Então, você senta para ler ao final do dia, mas com o celular do lado, mas a cada mensagem que chega, você para a leitura para conferir o que outra pessoa quer. Quer tudo e não quer perder nada. Toda escolha que se faz envolve uma renúncia. Se você não escolher a leitura, os outros escolherão por você.


Erro número 8: Você não assume o controle da própria vida. Por exemplo, você tem como meta a iluminação espiritual, mas necessita de um guru ou de um sensitivo 24h por dia para lhe dizer o que, como e quando fazer, o que é certo e errado, ou seja, dá o seu poder espiritual na mão de terceiros. Uma coisa é se inspirar em uma pessoa, outra é depender dela para existir.


Erro número 9: Você julga demais. Você pretende, por exemplo, ser mais sociável porque sabe como é importante ter um bom círculo de relacionamentos, o quanto isso pode lhe abrir portas na vida e novas oportunidades de crescimento. Só que você está sempre julgando as pessoas e apontando os seus defeitos. Verbalizando ou não esses julgamentos, a pessoa sentirá a maledicência que você envia a ela. Pode apostar nisso, e você perde aí um aliado em potencial.


Erro número 10: Você não fez as pazes com o passado. Por exemplo, você está disposto a ter mais saúde, se livrar de uns sintomas que lhe incomodam e já procurou tratamento, sem resultados duradouros. A medicina psicossomática diz que um sintoma persistente pode ser um sinal de que algo na sua vida interior não está resolvido. Se quiser limpar todos os seus corpos, e consequentemente ter mais saúde, é preciso perdoar.


Erro número 11: Você depende da sorte. Você pode querer mudar sua vida financeira, para ter mais conforto e liberdade de escolha. Mas acaba apostando em loterias, principalmente as de final de ano, que acumulam um prêmio maior. Você joga e nunca ficou milionário e insiste na sorte, e muitas vezes se esquece que a vida sorri para quem estuda, trabalha, e está no lugar certo, na hora certa. Isso não tem nada a ver com a sorte e sim com as sincronicidades que a vida nos traz. Fique atento a elas.


Erro número 12: Está faltando coragem em você. Vamos dizer que você seja casado(a) e deseja se separar porque sua relação não tem mais futuro. Tentou diálogo, mudanças, e nada funcionou. Só que você não se separa porque tem medo de viver sozinho(a), de não dar conta de se bancar. Saiba que coragem não é ausência de medo, é fazer apesar do medo. Se você nunca tentar, não saberá como é capaz de qualquer coisa.


Erro número 13: Você ainda tem preconceitos. Por exemplo, você pretende expandir seu conhecimento espiritual. Procura estudar o que algum mestre do passado ou da atualidade disse mas, em um determinado momento, você abandona tudo e nem se questiona o porquê. Normalmente, o mestre tocou num ponto importante que esbarra nas suas crenças, aquelas que são limitantes, mas que você não está disposto a mudar. Você só expandirá seu conhecimento se for um cético de mente aberta.


Erro número 14: Você não aceita a morte. Por incrível que pareça, esta é uma questão que está diretamente relacionada com o fracasso de suas metas. Por exemplo, você quer atingir a iluminação espiritual, mas tem medo de deixar de existir como pessoa, já que seu ego terá de ficar de lado. A morte significa transformação, tudo nasce, cresce e morre. Nada fica igual para sempre e quanto mais rápido você aceitar isso, melhor.


Erro número 15: Você é inflexível. Você quer, por exemplo, participar de um grupo de estudos para ampliar seu conhecimento em uma determinada área da vida. No entanto, você não aceita que os outros atrasem, que tenham opinião diferente da sua, que mudem o calendário, etc. Se não aprender a ser flexível, qualquer vento forte quebrará você no meio.


Erro número 16: Você está aprisionado pelo prazer momentâneo. Por exemplo, você quer fazer uma viagem dos sonhos, e precisa economizar bastante para isso. Só que em vez de guardar dinheiro, você o gasta com pequenas coisas como cafezinhos, revistas, comer fora, coisas que lhe dão prazer na hora, depois de um dia difícil, mas que somados, mandam sua viagem para bem longe de você. Cuidado com a autossabotagem e aprenda a esperar pela gratificação.


Erro número 17: Você é muito ansioso. É natural que você sinta uma certa ansiedade para realizar alguma coisa. Por exemplo, você decidiu abrir um negócio, investiu tudo nele e quer retorno o quanto antes, mas só que tudo leva um tempo para acontecer. Se não controlar a ansiedade e parar de colocar pressão no cliente, não vai fechar uma só venda e vai se desesperar. É preciso serenidade para gerir um empreendimento.


Erro número 18: Você ainda não se curou, mas quer curar os outros. Imagina que seu desejo é se tornar um terapeuta. Você fez cursos, abriu uma sala ou vai trabalhar em algum espaço terapêutico. Mas para sua atividade dar certo, você terá de se cuidar primeiro. Você é o seu cartão de visita e se não for coerente com o que ensina, o cliente vai logo perceber esse pequeno detalhe e vai procurar outro profissional.


Erro número 19: Você projeta suas sombras no outro. Por exemplo, você conhece uma pessoa que pode lhe ajudar a realizar uma meta importante, só que essa pessoa lhe parece egocêntrica, porque fica falando dela o tempo todo. Então, você critica a pessoa e gera antipatia por ela, perdendo a oportunidade que ela lhe traria. Saiba que o problema não está com a pessoa e sim no fato de você enxergar nela aquilo que não aceita em si. Você é tão egocêntrica quanto ela, só que não sabe disso. Projetar as sombras no outro acontece o tempo todo, por isso é preciso trabalhar nela, para que sua vida decole.


Erro número 20: Você veicula a sua alegria a algo fora de você. Você colocou como meta, por exemplo, mudar de casa já que a sua não atende mais à suas necessidades. Você não encontra nada parecido com o que quer, e o tempo vai passando e isso lhe rouba a alegria. Só quando encontra a casa que estava procurando, é que a alegria volta. E pouco tempo depois de se mudar, você já está sem alegria de novo. Isso acontece porque as coisas externas não podem lhe dar o mais importante, a alegria de viver. E sem alegria, a chance de atingir suas metas fica a cada dia mais distante.


Erro número 21: Você tem medo de ser julgado. Por exemplo, você quer abrir um canal de vídeos na Internet para passar o conhecimento que adquiriu ou algum talento seu. No entanto, nas primeiras críticas negativas que recebe, você se intimida e abandona o projeto. O medo da rejeição e a necessidade de agradar a todos falou mais alto do que os elogios que recebeu dos seu público e destruiu sua meta.


Erro número 22: Você não é grato por tudo o que lhe acontece. Sua meta de ano novo é, por exemplo, arrumar outro emprego porque seu chefe atual lhe cobra demais. Você consegue esse emprego, só que o seu novo chefe nada lhe pede. Logo, você se acomoda e faz só o necessário e acaba perdendo o emprego. Ou seja, o chefe que você achava tirano fez de você um profissional mais capacitado. Tudo o que nos acontece, por pior que seja, nos traz aprendizado e agrega valor em nossa vida. Basta estar atento e agradecer pela oportunidade que lhe é dada para crescer.





Reflexão



O mais interessante disso tudo é que todos esses erros listados aqui podem ser corrigidos através da ativação de 22 forças arquetípicas, que já existem potencialmente em você, mas que precisam antes de ativação para serem vividas intensamente no seu dia a dia, trazendo melhores resultados e uma realidade mais abundante na sua vida...


A vida já lhe presenteou com essas 22 forças, basta que você desembrulhe o presente, coloque a bateria e ligue a chave. Depois, é só usar, com sabedoria e alegria.


Saiba que as mudanças que você tanto quer na sua vida exterior só acontecerão se houver primeiro uma mudança interior. E essa mudança não é um bicho de 7 cabeças, principalmente se você puder contar com quem já percorreu este caminho.


Agora conta pra gente, aqui nos comentários, qual o maior desses enganos que você está cometendo e se você sabe com qual dos 22 arquétipos ele está relacionado. Se você ainda não sabe quais são cada um deles, clique no link abaixo e leia o artigo, de preferência antes que o ano acabe.


Saiba mais sobre as características de cada um dos Arquétipos neste link


Você sabe qual a influência que cada um dos 22 arquétipos tem sobre a sua vida? Faça o Mapa Arquetípico e descubra!



Se quiser fazer seu Mapa Arquetípico, acesse o link:

https://www.artetipos.com/garantirmeumapa



Se deseja receber mais informações sobre esse tema, se inscreva para receber conteúdos em primeira mão.


Abraços fraternos,

Mabel C. Dias.

297 visualizações
  • Facebook
  • YouTube
  • Grey Instagram Ícone

© 2019 Artétipos - MABEL C. DIAS CONSULTORIA EPP - Todos os direitos reservados.

| Fale conosco - contato@artetipos.com | Tel: (11) 9.4240-0110